segunda-feira, 13 de setembro de 2010

PB Agora - Política - Noblat: Cássio pode perder o mandato após posse


Noblat: Cássio pode perder o mandato após posse  

Noblat: Cássio pode perder o mandato após posse

Cenário político alterado: blog do Noblat volta a apontar Cássio Cunha Lima como um dos políticos que podem perder mandato após tomar posse

O Blog do jornalista Ricardo Noblat, que tem uma grande repercussão nacional analisou em artigo nesta segunda-feira (13), a situação política de alguns candidatos ao Governo do Estado e ao Senado Federal. O paraibano Cássio Cunha Lima (PSDB, mesmo numa situação mais confortável ainda é cotado como um dos caciques que pode sair da disputa.


Confira a matéria na íntegra:


STF e o cenário político-eleitoral em alguns estados


Caso o Supremo Tribunal Federal (STF) decida pela aplicabilidade da Lei do Ficha Limpa já nas eleições deste ano, candidatos a governador e senador em três estados podem ser impedidos de concorrer. Este é o caso de Joaquim Roriz (PSC) e Maria de Lourdes Abadia (PSDB) no Distrito Federal; Jader Barbalho (PMDB) no Pará; e Roseana Sarney (PMDB) no Maranhão.


Cassio Cunha Lima (PSDB) na Paraíba, Expedito Júnior (PSDB) em Rondônia, Jackson Lago (PDT) no Maranhão, Marcelo Miranda (PMDB) em Tocantins e Paulo Rocha (PT) no Pará deverão concorrer no pleito deste ano, pois seus casos ainda dependem de julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Assim, em caso de parecer desfavorável, poderão entrar com recurso junto ao STF, que dificilmente terá tempo hábil para julgar estes recursos até 3 de outubro (data do primeiro turno das eleições).


Hoje, a situação mais crítica é a de Joaquim Roriz, que teve sua candidatura indeferida pelo TRE-DF e TSE. Mais do que isso, o ministro do STF, Ayres Britto, também negou seu registro. Ele recorreu ao Plenário da Suprema Corte.


Outro caso complicado é o Jader Barbalho (PMDB). Como o TRE-PA e o TSE negaram o registro de sua candidatura, é provável que o STF siga o mesmo caminho.


Os demais candidatos mencionados, mesmo que disputem as eleições de 2010, correm o risco de perder seus mandatos depois que tomarem posse. É por conta destas questões jurídicas que o cenário politico-eleitoral poderá sofrer modificações em alguns estados, antes ou depois das eleições.




Extraído do site PBAGORA


Nenhum comentário: